A interação das pessoas agora e no futuro - Realidade aumentada, virtual e mista

A interação homem-máquina moderna tem sido mais do que apenas mover uma alavanca ou pressionar um botão. As tecnologias que aumentam a realidade também podem ser uma interface entre o humano e a máquina.


Realidade Virtual -


Um exemplo disso são os óculos de realidade virtual (VR). Eles imergem os usuários em um mundo 3D artificialmente criado, permitindo que eles experimentem jogos de computador e vídeos de 360 ​​graus como se estivessem no meio da ação. Um experimento com crianças do jardim de infância demonstra, por exemplo, que a experiência é lembrada como tal e não como uma simulação de realidade virtual. No entanto, isso também é útil para aplicativos profissionais: os dados de planejamento para máquinas, sistemas ou fábricas podem ser tornados tangíveis na realidade virtual, por exemplo. Com alguns óculos de realidade virtual, o smartphone é inserido no suporte e usado como tela. Sensores no celular ou óculos detectam os movimentos da cabeça dos usuários para que possam olhar ao redor do mundo virtual.


Realidade Aumentada -


Com os óculos de realidade aumentada (AR), o ambiente real permanece no campo de visão do usuário, embora elementos virtuais adicionais também sejam projetados nele. O jogo de smartphone Pokémon Go provou o sucesso dessa mistura de ambos os elementos. Figuras diferentes são mostradas, dependendo de onde o usuário move a exibição.



Realidade Mista -


Os óculos de realidade mista (MR), como o Microsoft HoloLens, vão ainda mais longe, ligando a realidade virtual à aumentada. O HoloLens é um computador independente que pode posicionar objetos 3D precisamente no espaço real. Os óculos são controlados por gestos e comandos de voz. Óculos de realidade mista podem apresentar cenários realistas graças à sua alta resolução.



A realidade virtual, aumentada e mista não é usada apenas para diversão e jogos, mas também na Indústria 4.0. Os aplicativos do Microsoft HoloLens permitem cursos de treinamento virtual para técnicos, por exemplo. O Instituto Fraunhofer de Operação e Automação de Fábrica (IFF) divulga seu laboratório de realidade mista Elbedome para empresas. Eles podem usar seis projetores a laser para mostrar máquinas, fábricas ou cidades inteiras em uma superfície de 360 ​​graus, dando aos desenvolvedores ou clientes a impressão de estarem de pé na fábrica planejada.



Oportunidades e desafios



Mesmo sistemas complexos se tornarão mais fáceis de usar graças à interação homem-máquina moderna. Para permitir isso, as máquinas se adaptarão cada vez mais aos hábitos e necessidades humanas. A realidade virtual, a realidade aumentada e a realidade mista também permitirão que sejam controladas remotamente. Como resultado, os humanos expandem seu campo de experiência e campo de ação.

As máquinas também continuarão melhorando na interpretação de sinais no futuro - e isso também é necessário: o carro totalmente autônomo deve responder corretamente aos sinais de mão de um policial em um cruzamento.

Quanto mais complexa a contribuição das máquinas, mais importante é ter uma comunicação eficiente entre elas e os usuários. A tecnologia também entende o comando como ele foi concebido? Caso contrário, existe o risco de mal-entendidos - e o sistema não funcionará como deveria. O resultado: uma máquina produz peças que não se encaixam, por exemplo, ou o carro conectado sai da estrada.

As pessoas, com suas habilidades e limitações, devem sempre ser levadas em conta no desenvolvimento de interfaces e sensores. Operar uma máquina não deve ser excessivamente complexo ou exigir muita familiarização. A comunicação suave entre o humano e a máquina também precisa do menor tempo de resposta possível entre o comando e a ação, caso contrário, os usuários não perceberão a interação como algo natural.





32 visualizações

© 2015 por Equipe FabNerdes. 

  • White YouTube Icon
  • White Instagram Icon
  • White Facebook Icon
  • White Flickr Icon
  • White Twitter Icon