top of page

F1 NAS ESCOLAS - Envolvendo Alunos em Competições STEM


O F1 in Schools STEM Challenge é a principal competição estudantil do mundo para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática.


Desafio F1 nas Escolas Realizado em São Paulo - 2019
Desafio F1 nas Escolas Realizado em São Paulo - 2019


Todos os anos, mais de 17.000 escolas em 51 nações assumem o desafio de desenvolver o carro de F1 em miniatura mais rápido do mundo.

Estabelecido no Brasil, o F1 in Schools STEM Challenge é multifacetado e multidisciplinar. É muito mais do que carros, embora a ideia de se envolver no design de carros tenha se mostrado um meio poderoso de atrair até mesmo os alunos menos iniciados para descobrir mais sobre STEM.

"Imitando o mundo de uma equipe de Fórmula 1, grupos de estudantes devem seguir um caminho de disciplinas de engenharia e manufatura: projetar, analisar, testar, fabricar e correr. Eles recebem acesso à tecnologia do mundo real, como software de projeto de engenharia 3D CAD/CAM/CAE, e logo se tornam proficientes em áreas como codificação, dinâmica de fluidos computacional e análise de elementos finitos".

Este programa também visa desenvolver habilidades em resolução de problemas, gerenciamento de projetos, comunicação, apresentação, trabalho em equipe, inovação, autopromoção, colaboração, marketing e empreendedorismo – que são claramente identificados como auxiliadores na transição para o ensino médio… em todo o mundo… e não impactado por tecnologias disruptivas.




Um Esforço de Grupo


O F1 in Schools STEM Challenge ajuda na transição para o mundo ou trabalho e preenche a lacuna entre escolas de ensino médio e universidades.

A colaboração é um aspecto fundamental do programa. As escolas compartilham tecnologia (fresadoras do tamanho de uma sala de aula, túneis de fumaça e vento, pistas de corrida eletrônicas, etc.) e os alunos compartilham suas ideias. As salas de aula da cidade se conectam às salas de aula rurais e remotas.


Em algumas regiões, os alunos acessam a tecnologia localizada em espaços dedicados como a Fábrica de Nerdes - Clube de Inovações e nas universidades, expondo os alunos à próxima fase de seu caminho de aprendizado. Os professores interagem com o pessoal da indústria e da universidade em eventos finais regionais, estaduais e nacionais.

Expor os alunos a caminhos de carreira é importante e a indústria tem um papel a desempenhar. O programa exige que cada equipe entre em contato com empresas locais para desenvolver sua compreensão das práticas de engenharia e fabricação, desenvolver componentes de automóveis ou criar materiais de marketing. Em muitos casos, esse relacionamento oferece aos empregadores oportunidades de identificar futuros funcionários.





63 views0 comments

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page